DOCUMENTO DE FUNDAÇÃO DO 1º SANTUÁRIO DE SCHOENSTATT NO NORDESTE DO BRASIL


“À sombra das velhas muralhas do passado, surgirá uma nova PRIMAVERA DE DEUS.”


Na vigília do dia doze de outubro de mil novecentos e noventa e dois, do ano da graça do Nosso Senhor Jesus Cristo, no Morro do Mirante, no bairro de Ouro Preto, na histórica cidade de Olinda, berço da nacionalidade brasileira, estado de Pernambuco, situado no nordeste do Brasil, foi inaugurado o 1º Santuário de Schoenstatt no Nordeste, consagrado à Mãe, Rainha e Vencedora três Vezes Admirável, por autoridades eclesiásticas, militares e civis, pela geração fundadora deste Santuário, e, ainda pela presença de multidão composta por incontáveis devotos da Mãe e Rainha, vindos em romaria de todos os rincões brasileiros e inúmeros países por onde a Mãe peregrina de em casa, de família em família, fazendo seu papel de Mãe, consoladora, medianeira e educadora.


O 1º Santuário no Nordeste foi construído no local em que guardava raízes históricas e se nos apresenta como estância militar que sediou o Bravo Matias de Albuquerque Maranhão na campanha de restauração de Pernambuco, na retomada do solo pátrio ao invasor Holandês.


Tem raízes religiosas por estar encastoado no espaço antes ocupado pelo Convento de Santo Amaro de Água Fria, fundado pelo padre João Duarte do Sacramento, em 1660, tendo sido a igreja deste Convento, consagrada à Nossa Senhora da Encarnação, cuja festa comemorava-se no dia vinte e cinco de março. As velhas muralhas ainda existentes, marco de um passado religioso, símbolo da fé e do amor do povo nordestino à mãe de Deus, foram preservados, permitindo que o ontem e o hoje se fundam numa era de religiosidade mariana, se deem as mãos, se entrelacem, formando o amaná radioso de um novo milênio, de um novo homem que sabe fazer acontecer uma sagrada Primavera de Deus na plenitude de uma escura noite de inverno. O Santuário do Nordeste é o Primeiro Filho da Campanha da Mãe Peregrina de Schoenstatt, que surge em consequência do movimento popular de romeiros, criados por iniciativa do diácono João Luiz Pozzobon.


Foi construído pelo Instituto dos Padres de Schoenstatt, sendo seu superior geral, o Pe. Michael Marmann; Superior delegado no Brasil, o Pe. Inácio Cruz; Diretor Nacional do Movimento, o Pe. Irineu Trevisan; e Assessor do movimento no Nordeste, o Pe. Miguel Lencastre, timoneiro da nau mariana, tendo sido ele o primeiro a trazer a Mãe às plagas nordestinas. Ao Instituto das Irmãs de Maria de Schoenstatt, coube a tarefa de construir espiritualmente o Santuário, evangelizando as famílias através das Imagens Peregrinas, que hoje já se elevam a mais de quatro mil difundidas em 280 cidades nordestinas, que visitam famílias, hospitais, colégios, presídios, abrigos, orfanatos, repartições públicas ... A Irmã Renate Mirian Dekker, Assessora Regional do movimento, no seu empenho, assumiu a evangelização das famílias nordestinas, ladeada pelas Irmãs, em momentos distintos, Maria Stela Rubin e Maria Elmira Hunheff, que muito contribuíram para a realização deste evento. A Irmã Maria Aurea Dotto é Superiora Provincial do Instituto das Irmãs de Maria de Schoenstatt, da Província Tabor – RS, a qual pertencem as Irmãs responsáveis assessoras do movimento de Schoenstatt no Nordeste.


O santuário, símbolo concreto da fé de um povo, foi construído: a) no quinto centenário da descoberta e evangelização da Américas; b) no septuagésimo oitavo ano da fundação da Obra de Schoenstatt; c) no quinquagésimo ano da decisão do Pai Fundador em seguir para o Campo de Concentração de Dachau; d) no vigésimo quinto ano da proclamação da última mensagem do Pe. Kentenich ao Brasil; e) no vigésimo quarto ano da ida do Pai Fundador para junto de Deus e da Mãe Rainha; f) no décimo segundo ano de divulgação do movimento Schoenstateano no Nordeste do Brasil. O Pe. Antônio Fernando Saborido O.S.B. é vigário da paróquia de São Lucas, localizada no bairro de Ouro Preto, em Olinda; sendo o Arcebispo de Olinda e Recife, Dom José Cardoso Sobrinho. Foi inaugurado o Santuário, durante o pontificado do Papa João Paulo II, Pastor Geral da Igreja Católica Apostólica Romana. É Prefeito da Cidade de Olinda, o Dr. Luiz Freire; Prefeito da Cidade do Recife, o Dr. Gilberto Marques Paulo; o Governador do Estado de Pernambuco, o Dr. Joaquim Francisco de Feitas Cavalcanti; e Presidente do Brasil, o Dr. Itamar Moreira Franco.


A devoção à Mãe e Rainha iniciou-se no Nordeste no ano de 1980 e sua peregrinação pelas famílias do Recife, começou em 1986. Hoje, a família Nordestina, tem a oportunidade de retribuir esta visita, peregrinando à fonte desta corrente de graças: o Santuário, deixando o coração cantar alegremente: “contigo peregrinamos e conosco és peregrina!”


O povo Nordestino tem a certeza que o Santuário ora inaugurado, será o farol que do alto do Morro do Mirante, conduzirá ao porto seguro de Maria os corações que soçobram no mar da vida. Ele estar situado entre antenas de emissoras de rádio e televisão que levam ao homem sequioso de notícias, as informações de tudo aquilo que passa no mundo. O santuário, é mais uma antena que se instala no local, estabelecendo um sistema de comunicação entre os homens com o Pai Criador, abrindo canais de infinitas graças, com mensagens para o transbordamento do espírito.


Confiantes, ó Pai de Bondade, os nordestinos te pedem: concede muito em breve, ao Padre José Kentenich, a honra dos altares, para alegria da grande família Schoenstateana, e permite que a Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt, hoje convidada para aqui se estabelecer e distribuir bênçãos, receberá dos seus filhos muitas contribuição ao Capital de Graças, afim de que a coroa espiritual hoje a ela ofertada, possa se tornar cada vez mais preciosa aos teus olhos. Nós também te pedimos ó Pai, por todos os romeiros aui presentes, vindos de diferentes pontos do estado de Pernambuco, do nordeste do Brasil e de outros países. Abençoa-os com infinitas graças.


Mãe e Rainha, o nordeste te oferece e coloca no teu altar: a inclemência do solo, a estiagem, a seca e o êxodo; a lavoura comprometida; o sofrimento destes teus filhos; ... mas, este mesmo nordeste, oferta-te feliz, ó Mãe, o seu Céu azul que é igual ao teu manto; as noites estreladas só superadas pela tua formosura argêntea; o verde azul do mar que beija a alva areia da praia como se beijasse teu cândido véu; o verde esperança do inverno; a alegria da volta após o êxodo rural; o ruído sonoro dos rios e riachos escorrendo entre pedras e cachoeiras; a perseverança de um povo forte, trabalhador, alegre que não se entrega ante as vicissitudes da vida; o desenvolvimento de uma região nobre que busca um amanhã radioso para os seus filhos, e acima de tudo Mãe, recebe o afeto, o carinho, o coração deste povo simples e corajoso, que se emociona ao ouvir pronunciar o teu nome e que dede pequenino, aprendeu a te amar e te render graças como Mãe do Salvador!


Vem Maria, abençoa este povo! Vem Maria, sê o balsamo tão necessário a estas almas! Fica Maria, permanece nesse teu Santuário!


Olinda – PE, 11 de outubro de 1992 – véspera do 5º centenário da descoberta e evangelização das Américas.


Texto: Auxiliadora Leal

Foto: João Vittor dos Anjos

0 visualização

Endereço

Contato

Siga-nos

Rua José Dias Raposo, 914

Ouro Preto, Olinda - PE

CEP: 53.370-400

CNPJ: 00.751.755/0001-28

Tel: (81) 3439-7066

WhatsApp: (81) 9.8491-5356

Email: santuariomtaolinda@gmail.com

  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram

Faça a sua doação

Logo_Amigos_do_Santuário.png